L.O.A.S. – O Hobbit: A Desolação de Smaug

wpid-Photo-11062013-1831.jpg

Infelizmente, começo a achar que a trilogia d'O Hobbit e a volta de Peter Jackson à direção não foram uma boa ideia, afinal. Assistindo A Desolação de Smaug, finalmente entendi o que toda pessoa que não gosta de O Senhor dos Anéis sente ao ser arrastada para uma sessão dos filmes do neo-zelandês: é um espetáculo grandioso e tedioso. Mais …Continue lendo…

espinafrando a estreia: O Hobbit em 48 FPS

Depois de assistir O Hobbit – Uma Jornada Inesperada do jeito mais convencional possível (projeção em 35mm, 2D e 24 quadros por segundo), fui conferir como o filme se sai no outro extremo: projeção digital em IMAX, em 3D e 48 FPS (frames per second, ou quadros por segundos), chamado lá fora de The Hobbit HFR (high frame rate, ou …Continue lendo…

espinafrando a estreia: O Hobbit – Uma Viagem Inesperada

Lá e de volta outra vez. É esse o título simplório escolhido por Bilbo Bolseiro para suas memórias (embora tenha soado pomposo em sua cabeça —coisas de hobbits). De certa maneira, a frase que também será subtítulo do encerramento da nova trilogia de filmes em 2014, diz muito sobre o que esperar do retorno de Peter Jackson à Terra-Média em …Continue lendo…

Top 3 – Highlander

There can be only one! Não há ninguém em sã consciência que não concorde que o lema dos guerreiros imortais, “só pode haver um”, deveria ser aplicado ao pé da letra para o filme Highlander. A história autocontida e bem desenvolvida do filme original nunca deveria ter virado uma franquia. Ainda mais, se considerarmos que as sequências de Highlander são …Continue lendo…