Mudinhas de Espinafre Especial – Parte 1

O Mudinhas de Espinafre trata de assuntos pop (quem diria?) que marcaram o dia-a-dia do @espinafrando no formato de pílulas. Ou seja, textos curtos e sem profundidade não tão curtos e nem tão rasos dessa vez. A ideia é falar um pouco sobre o consumo de conteúdo pop no mundo digital. Como dá pano pra fazer mais de um casaco, o assunto será dividido em 3 posts, publicados um por dia.

E aproveitando esse segundo post de 2012, trago uma mudança que desejo fazer há algum tempo: chega de falar na primeira pessoa do plural. Daqui pra frente, textos assinados pelo @espinafrando (moi) estarão no singular, reforçando a subjetividade deste que vos escreve.

Então, vamos destrinchar essas “Mudonas”!

gadgets

Apple TV

Na primeira parte desse especial, quero abordar os benefícios e desvantagens advindos do meu presente de natal, a Apple TV. Pra começo de conversa, devo dizer que estou bastante satisfeito com o aparelhinho, apesar de reconhecer que não é um gadget pra agradar gregos e troianos e que existem alternativas com mais recursos (e provavelmente mais baratas) pra trazer conectividade pra sua TV.

O que me atraiu a abrir o bolso para o Tim Cozinheiro (já que o Steve Trabalhos não está mais entre nós), a princípio, foram duas coisas: a chegada da iTunes Store ao Brasil (falarei mais disso amanhã) e a possibilidade de espelhar o iPad na tela grande (o que poderia ser uma ótima oportunidade para games).

Mas o que me fez realmente gostar do gizmo foram dois outros aspectos, que só fui descobrir depois. 1) é perfeito para preguiçosos e semianafalbetos digitais (plugou na tomada e na TV et voilà: é tudo que você precisa saber pra ter o bicho funcionando). 2) o tal do Netflix (falarei disso na terceira parte).

Apple TV
A Apple TV é uma caixa de streaming, ou seja, permite acessar conteúdo de mídia pela internet sem salvá-lo em definitivo no seu aparelho. E o que a caixa preta faz? Não muita coisa:

  • Te dá acesso a alugar filmes da iTunes Store (comprar, só em iCoisas ou no iTunes do seu computador);
  • Ver trailers de filmes (isso é legal, assistir em HD numa telona com home theater algo que você está acostumado a ver na telinha de um smartphone ou do PC);
  • YouTube e Vimeo;
  • Podcasts;
  • Um canal de notícias em inglês com programação ao vivo e à la carte (o formato é dez, mas o conteúdo não é tão atrativo);
  • Acesso a sua biblioteca musical via iTunes (o programa) ou pela nuvem paga da maçã, o iTunes Match — um feature bacana, se você tiver um bom sistema de som ligado à TV;
  • O tal do Netflix, o serviço de assinatura via internet de filmes e programas de TV que aportou recentemente nestas terras onde gorjeiam sabiás;
  • Integração com outras iCoisas e tudo que você tiver no iTunes do seu computador: você pode mostrar as fotos e vídeos do iPhone, iPad, iPod e PC na TV. Não é essencial, mas tem seu uso — principalmente praqueles episódios de séries que baixei de graça na iTunes Store americana, como Allen Gregory (que foi cancelada pela Fox ontem), New Girl e Pan Am, e pérolas como O Enigma do Outro Mundo versus Pingu aí embaixo: agora, espero chegar em casa pra ver todos os vídeos legais que o pessoal posta no Twitter, só que na tela grande.
  • E, no caso do iPad 2, mostrar tudo o que acontece na telinha do aparelho, o tal do espelhamento. A ideia dessa função espelhada é boa, mas a execução nem tanto: há um pequeno lag entre a tela do iPad e a da TV, que inviabiliza o uso como videogame (embora existam poucos jogos já preparados para isso, que “eliminam” o atraso).

Ou seja, a Apple TV é algo bem supérfluo. Nem acesso direto a um navegador de internet ela tem. E é bom ter uma conexão de internet rápida, ou você não vai aproveitar.

“E mesmo assim você gostou, @espinafrando? És um fanboy mesmo!”

Sim, mesmo com tudo isso eu gostei. Não, não sou fanboy de nenhuma marca. Estou preguiçoso e semi-analfabeto digital. Confesso. Então prefiro gastar meu tempo e energia com coisas mais úteis como consumir e produzir conteúdo e ficar junto com meu filho e minha esposa (não necessariamente nessa ordem), ao invés de gastá-los com gambiarras e instalação. Nesse sentido, o produto é matador: tirou da caixa, ligou e pronto (quer dizer, é preciso comprar um cabo HDMI à parte e ter um roteador wi-fi com internet banda larga). Também não precisa gastar muitos neurônios pra entender como funciona, já que a interface é bastante intuitiva.

Apple TV

Mas só isso não é suficiente para justificar o investimento. E o lance que faz isso é justamente o conteúdo disponível e a forma como você o consome. Entendi essa diferença ao usar a Apple TV e, principalmente, entendi que a recomendação que fica pra você não é a caixa preta da maçã, especificamente. Mas qualquer caixa de streaming (mesmo um Xbox 360 ou PlayStation 3, que têm essa função). Porque é o futuro da televisão.

É claro que se você ainda não tem um gadget que faça isso e já tem um iPhone ou iPad, a Apple TV pode ser uma boa opção, assim como foi pra mim. E nesse caso, a dica é baixar o app gratuito Remote, que transforma sua iCoisa num controle remoto pra caixinha (e com o teclado virtual, fica bem mais prático digitar buscas).

Volte aqui amanhã para a 2ª parte deste especial e não deixe de conferir a 3ª parte no dia seguinte. Falaremos bastante de conteúdo digital para entender essa experiência revolucionária de consumo de cultura pop.

One comment

  1. Show a 1ª parte mandou bem! Só não peguei a tv porque peguei uma smartv e tenho o trequinho do WDtv, mais que fiquei com vontade só Por ser da maça isso eu fiquei o preço aqui não ajudou também, quem sabem quando um amigon for pra os EUA eu peço um. Amanha estarei de volta no mesmo horário e no mesmo canal!!!! Abraços

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s